10 de mai de 2014

Regresso.

Sei que não és
dada aos versos
mas, vê bem, amora
vê bem, eu peço:

cada pranto que choras
é senão eco e história
do vindouro regresso
vê bem, amora, eu peço:

há de ir-se embora
há de cair do pé, amora
há de não se ver em seu reflexo

essa lonjura há de fazer-se dilacerante
mas, vê bem, tu sabes, não obstante:
é do pequeno que se faz o eterno.


T.A. <3 font="">

Nenhum comentário:

Postar um comentário