28 de mar de 2012

Sorriso de Pé Ante Pé.


Faz tiquetaque aqui no peito
E eu nem sei por onde começo:
Se chegam as aspas, logo fico estreito!
Se reticencio, (tolo!) tudo é demais incerto...

Se faço laço, é só pra desatar um não
Se me desmonto, amarro logo um pedaço
Que é para que não me perca no espaço
Desse descompasso que me agarra pela mão

Então, só mais um sorrir sôfrego
Para que eu possa (pra mim!) te roubar
E me esconder debaixo do teu nariz.

Mais um sonhar torto
Pra costurar, no brilho dos olhos,
Estrelas recortadas de uma noite feliz.

Um comentário:

  1. "Faz tiquetaque aqui no peito
    E eu nem sei por onde começo:
    Se chegam as aspas, logo fico estreito!
    Se reticencio, (tolo!) tudo é demais incerto..."

    toca n'alma gêmeo. que lindo ;_;

    ResponderExcluir